Confira alguns destaques da edição 2017:

Os novos caminhos para o audiovisual brasileiro: cQuais são as prioridades para o desenvolvimento do setor, com o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.

Perspectivas e mudanças na regulação do audiovisual: O que pode ser melhorado na regulação e nas relações entre os elos do mercado de conteúdo para permitir o aumento do volume de produção e incentivar a criação de conteúdos de alto valor agregado na TV paga.

A busca pela igualdade de gênero: Como promover a paridade de gênero em todas as modalidades e camadas do setor e, sobretudo, em posições de liderança.

União entre grandes e pequenos: Produtoras de diferentes portes se unem para criar novos conteúdos em parceria.

Branded content: Do linear ao digital, onde cabe o conteúdo das marcas.

Programação factual: O tema da vez nas grades de programação é o home improvement.

O boom da animação brasileira: Brasil chega ao Emmy Infantil com diversas indicações. Como incentivar a tendência do bom conteúdo nacional.

Propriedades intelectuais:A construção e gestão de propriedades de valor.

Controle de expectativas: Quais gêneros e modalidades têm efetivamente grande demanda? Os canais se sentem atendidos?

Film commissions: Como se beneficiar das ferramentas de atração de produção de conteúdo das localidades.

Todo valor à criação: Talentos se juntam em empresas focadas na criação e desenvolvimento de conteúdos.

Coprodução internacional: Chegou a vez de trazer para a televisão a tradição do cinema brasileiro de buscar parceiros internacionais?